PROJETOS DE VIDA E ESCOLARIZAÇÃO NO CONTEXTO DA CULTURA DIGITAL EMERGENTE

Título:
PROJETOS DE VIDA E ESCOLARIZAÇÃO NO CONTEXTO DA CULTURA DIGITAL EMERGENTE: UM ESTUDO SOBRE O PROJETO PILOTO UM COMPUTADOR POR ALUNO EM ESCOLAS DA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE.

Equipe:
Coordenador de Projeto:
DANIEL DE QUEIROZ LOPES (01/07/2010 a 01/07/2013)

Colaboradores:
Eliane Schlemmer (01/07/2010 a 01/07/2013)

Mestrando:
Tana Cassia Malacarne Martins (01/07/2010 a 01/07/2013)

PIBIC – EM/ CNPq:
Tobias Fertsch Martins (01/04/2011 a 30/09/2011)

PIBITI – CNPq:
Guilherme Alan Johann (01/08/2010 a 31/07/2011)

Situação: Projeto em execução
Duração: 01/07/2010 a 01/07/2013

Súmula:
As tecnologias digitais têm possibilitado novas formas de inscrição do sujeito na cultura e no trabalho, proporcionando novas dinâmicas de interações e de acesso às informações, seja para o lazer, para o estudo ou para o trabalho, constituindo o que hoje se define por cultura digital. Está na pauta das políticas públicas brasileiras relativas à educação o tema da democratização do acesso e da apropriação das tecnologias digitais, considerado tema estratégico no Plano de Desenvolvimento da Educação brasileira. Nesse caminho, o Governo Federal, através do PROINFO/SEED/MEC, está desenvolvendo o projeto piloto Um Computador por Aluno (UCA), equipando algumas escolas públicas brasileiras com laptops e acesso a internet, além de oferecer projetos de capacitação de professores no uso desses recursos aplicados à educação, com a intenção, a partir das escolas, de diminuir as desigualdades sócio-culturais e modernizar as práticas pedagógicas nas escolas. Neste contexto, a presente pesquisa desenvolverá um estudo com dois eixos de análise: 1) as mudanças de significado dos projetos de vida e da escolarização de estudantes e professores ingressantes numa cultura digital emergente; 2) as transformações nos processos educacionais a partir do uso dos laptops das escolas participantes do projeto UCA da região metropolitana de Porto Alegre/RS. Como se constituirão os novos espaços de inscrição e de interação dos sujeitos nas escolas e nas famílias? Esses novos espaços de inscrição exigirão uma ruptura paradigmática da cultura escolar que possa caracterizar uma nova relação com o conhecimento e com as aprendizagens? Quais os significados atribuídos pelos sujeitos à escola e aos seus projetos de vida a partir da sua entrada na cultura digital? Orientada pelas teorizações sobre ecologias cognitivas e autopoiese, a pesquisa pretende esclarecer essas transformações através do acompanhamento participativo das atividades do projeto UCA, analisando as produções nos meios digitais, percursos, discursos, documentos, e realizando entrevistas semi-estruturadas ao longo das diferentes etapas de realização do projeto UCA nas escolas.

Siga as novidades sobre o projeto:   Seguir a ucanovale en Twitter http://ucanovale.tumblr.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s